Retorno conturbado

Marcelo Odebrecht vai deixar Curitiba até o final do mês. Volta afirmando que vai comandar a empresa de um bunker. Não aceita o time que seu pai Emílio Odebrecht colocou. Isso já vem gerando um desconforto entre pai e filho. Aos amigos mais próximos que têm visitado ele em Curitiba, Marcelo é categórico: “Depois de tudo que sofri, não é justo eu sair e ficar sem nada. Emílio vai ter que tirar a velharia que colocou.” O clima é tenso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: