A Reforma que não saiu

Os milhares de leitores que nos acompanham diariamente sempre leram neste blog, desde o início, que a Reforma da Previdência não sairia. Para a sua aprovação seriam necessários três pilares: um presidente da república eleito pela maioria dos brasileiros, um presidente do Senado que dominasse o plenário e um presidente da Câmara dos Deputados que tivesse a respeitabilidade e credibilidade da população. Não é o caso de Michel Temer que, na última eleição, chegou à Câmara com pouco mais de 100 mil votos e em último lugar da bancada paulista. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, chegou à Casa com pouco mais de 50 mil votos e foi o último colocado na bancada do Rio de Janeiro. Além de tudo isso, os três, Michel Temer, Eunício Oliveira e Rodrigo Maia, estão envolvidos na Operação Lava Jato, o maior marco e o maior ganho da democracia brasileira nestes últimos anos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: