Mais um amigo denunciado

Na denúncia que a PGR pede ao STF reabertura de processo contra o presidente Michel Temer por ter recebido R$10 milhões da Odebrecht, R$6 milhões eram para Paulo Skaf. Amigo pessoal de Temer, o presidente da Fiesp até hoje não disse qual o destino que deu ao dinheiro. O lamentável é que ele, Skaf, preside há mais de dez anos um órgão tão importante no centro financeiro do país e o presidente Temer não tem nenhuma voz para pedir o seu afastamento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: