OAS e Odebrecht detonam

As delações dos executivos da OAS e Odebrecht vão entrar em ritmo acelerado. A procuradoria-geral da República, a Polícia Federal, o STF e o STJ vão acelerar as denúncias envolvendo políticos, agentes públicos e empresários. Quem não tiver foro privilegiado vai ficar para os Tribunais Regionais. A ordem é julgar tudo logo após a Semana Santa.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: