Coincidência criminosa

O ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio, Jorge Picciani, preso por corrupção, foi liberado para cumprir prisão domiciliar alegando, entre outras coisas, câncer de próstata. Poucos dias depois, o ex-deputado Paulo Maluf pediu para ser internado em um hospital particular em Brasília, alegando uma série de doenças, entre elas câncer de próstata. Obteve do ministro Dias Toffoli do Supremo, a prisão domiciliar em São Paulo. Centenas de presos estão nos presídios com doenças gravíssimas e sequer tem direito a médicos, morrem lá dentro. Já Maluf e Picciani roubaram o que quiseram, não devolveram um tostão e agora estão em casa. Só no Brasil esses corruptos tem esse direito.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: