Tarda mais não falha

Finalmente, após mais de duas décadas, o esquema de corrupção liderado pelo ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo (PSDB), e o empresário Walfrido dos Mares Guia, que desviou mais de uma centena de milhões de reais da estatal CEMIG através do seu departamento de marketing em um esquema que ficou conhecido como mensalão mineiro, tem um condenado em segunda instância com grande chance de passar o resto da vida atrás das grades. A sentença é mais um duro golpe no núcleo do PSDB mineiro, que tenta sobreviver com a ainda pré-candidatura do senador Antonio Anastasia.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: