Lava Jato cerca imobiliárias

Depois que se descobriu que o braço imobiliário da Odebrecht sonegava 30% de impostos na venda de cada unidade habitacional, e com isso irrigava com alguns milhões de reais o departamento de propina da empresa, a Polícia Federal, Receita Federal, Ministério Público e o INSS vão exercer uma rigorosa fiscalização nas empresas de construção civil. Cruzamentos serão feitos e elas terão que informar o preço de cada unidade e o nome de cada comprador. As sonegações já passam de milhões de reais por parte das construtoras.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: