O imperativo Ciro Gomes

Pode até não chegar lá, mas Ciro Gomes já começou a ocupar seu espaço como candidato do PDT à Presidência da República, e apesar de dizer que mudou, neste tempo que ficou afastado da política, continua não segurando a língua. No Roda Viva da TV Cultura, chamou Temer de escroque, pediu a cabeça do presidente da Petrobras Pedro Parente, e afirmou que o PCC fez acordo com o governo de São Paulo com a “cessação dos homicídios, para poder fazer o tráfico de drogas, impunemente”. Pelo jeito, Ciro já escolheu com quem quer polarizar nas eleições, com o  ex-governador Geraldo Alckmin.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: