A responsabilidade da FUP

Ao admitir que a greve dos petroleiros tem o DNA político, a Federação Única dos Petroleiros mostra que a Petrobras foi sangrada por todos os lados, com a bênção da entidade. Esta que só agora resolveu defender a empresa dos atos de Pedro Parente, o que não fez com os outros presidentes dos governos petistas, que quase destruíram a empresa. Impossível acreditar que a FUP não soubesse o que acontecia e foi incapaz de denunciar, nada fez. As entidades de classe no Brasil invertem seus papéis, desrespeitam leis, vivem em busca de conquistar poder, de eleger representantes, de fazer caixa. São financeiramente fortes e sem nenhuma responsabilidade social, seguem impunemente.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: