Vai tarde, uai

A saída de Pedro Parente foi comemorada por importantes lideranças em Minas Gerais. Durante sua gestão, Parente suspendeu o maior investimento da Petrobras no estado de Minas e vendeu equipamentos comprados por cerca de R$ 1 bilhão para a planta de amônia de Uberaba por menos de vinte por cento do valor para um grupo indiano. Como herança, Pedro Parente e suas diretoras responsáveis pelas áreas de vendas de ativos terão que responder, na física, pelo prejuízo aos mineiros através de uma ação coletiva bilionária que será movida por comerciantes e moradores afetados por suas erradas decisões.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: