CBF: herança maldita

Depois que o Brasil perdeu a Copa começou a caça aos culpados e se descobriu que a Globo não conseguiu transformar Gabriel em Jesus e não fez de Neymar o maior jogador do mundo. Vários municípios estão com prejuízos altíssimos pois programaram festas para o hexa e agora não sabem como pagar. O mal do futebol brasileiro está na CBF, desde do seu primeiro presidente, João Havelange, que passou o cargo para o seu genro Ricardo Teixeira, este entregou a presidência à José Maria Marins que por seu turno entregou a Del Nero. Todos eles, inclusive o já falecido Havelange, foram acusados pela FIFA por corrupção. O atual presidente da CBF não se sabe nem o nome. Para se ter uma ideia de como o futebol brasileiro é mal dirigido, no último sábado, o Bahia ao decidir o título de uma simples Copa Nordeste levou ao estádio 45 mil pessoas, enquanto a Rússia, anfitriã do campeonato mundial de futebol, colocou apenas 50 mil torcedores no estádio. O que salva o futebol brasileiro é o seu povo, o que mata ele são os seus dirigentes corruptos.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: