De primeira

Tudo começou em Londres. Os ministros Marco Aurélio, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli decidiram pela liberação do ex-presidente Lula. A reunião foi em um dos escritórios de advogados que defenderam e defendem o ex- presidente da República. Houve idas e vindas, mas de uma coisa a nação fique certa: se Lula não for candidato, vai indicar Fernando Haddad, aí a coisa se complica.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: