Cadê a OAB?

Difícil entender o silêncio da OAB: concordância, conveniência ou conivência? Nesses últimos dias enquanto as instituições jurídicas são afrontadas, tratadas como inimigos a serem abatidos por ilustres advogados e seus grandes escritórios, não se ouve qualquer manifestação da multibilionária OAB. Não deveria ela estar cobrando mais respeito aos preceitos jurídicos e um comportamento ético da classe que representa? A quem interessa a ruína da ordem jurídica? O Estado de Direito está sob ataque e a omissão da OAB enseja reflexões, fere a história da instituição tão combatente em anos anteriores na luta pelos direitos civis e liberdade democrática no Brasil.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: