Curiosidades da política

O Movimento Democrático Brasileiro parece ter nascido para ser coadjuvante no processo eleitoral do país. O partido nunca conseguiu emplacar um nome para a presidência, mesmo sendo o maior e mais forte articulador. A triste votação na eleição de Ulisses Guimarães pavimentou o caminho até agora do velho MDB, que mais uma vez traiu seu candidato, e Henrique Meirelles amarga o nível mais baixo das pesquisas. Vai ver que este é o carma da sigla, que se encaixa no velho provérbio português, “quem nasceu pra vintém, nunca chega a tostão”. Sempre correndo atrás do tostão, os emedebistas chegaram lá negociando com todos, e a peso de ouro, para um coadjuvante.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: