Sprint final II

Uma constatação importante da pesquisa do BTG é que menos de um quinto dos eleitores de Bolsonaro e Haddad ainda estão propensos a mudar seus votos. Para os demais candidatos, com exceção de Ciro Gomes, onde para 71% dos eleitores a decisão de votar nele é definitiva, cerca de metade ainda poderiam mudar seu voto. Na reta final da eleição, isso significa que Jair Bolsonaro ainda teria condições, ainda que muito pequenas, de levar no primeiro turno, caso ocorra uma migração em massa anti-PT, como ocorreu na última disputa para a Prefeitura de São Paulo. Apesar da possibilidade remota de uma eleição definida em primeiro turno, o mais provável mesmo é que Bolsonaro e Haddad sejam os adversários no segundo turno e terminem o primeiro turno tecnicamente empatados. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: