Advogados querem suspeição de quem soltou a quadrilha de Temer

Advogados de Brasília e do Rio de Janeiro querem a suspeição do desembargador Antonio Ivan Athié. Ele ficou afastado da magistratura por sete anos acusado de formação de quadrilha e estelionato. O Ministério Público Federal quer apresentar agora, não mais a ele, e sim ao pleno do Tribunal Federal, o gerente do banco onde seriam depositados vinte milhões de reais para empresa do coronel Lima.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: