O Salvador da Pátria

A situação do poderoso e fragmentado Democratas sintetiza o atual momento da política brasileira. Com vários ministérios estratégicos e o comando da Câmara e do Senado, o partido tem poder de sobra para promover a agenda que o Brasil precisa, mas está desperdiçando uma oportunidade de ouro. Em um período extremamente crítico para o país, as diferentes facções que compõem o partido insistem em caminhar em direções opostas. Sob a liderança de ACM Neto, o DEM não só não tem uma agenda única como perdeu a identidade que manteve sua integridade nos momentos mais difíceis nos governos de Lula e Dilma. Única figura capaz de unir novamente o partido, o atual governador de Goiás, Ronaldo Caiado, tem hoje a difícil missão de realizar essa unificação. Se conseguir, o feito poderá lhe render na história o título de “Salvador da Pátria”. Em entrevista ao jornal o Estado de São Paulo na semana passada ficou comprovado que Caiado sabe muito bem do que o DEM e o Brasil precisam. Experiência e qualidades não faltam ao governador e ex-senador que, há pouco tempo, foi um dos ícones do impeachment que livrou o Brasil de Dilma Roussef.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: