O senador trapalhão

Esta semana, também na Bahia, na posse do novo presidente da Associação Comercial do Estado vários oradores fizeram uso da palavra. Sem ninguém mandar, o senador Ângelo Coronel, que só foi eleito porque teve o apoio do governador Rui Costa e do senador Jaques Wagner, foi criticar a Operação Lava Jato. Foi vaiado por todos e teve que interromper seu discurso. Aliás, esse senador em Brasília é considerado um trapalhão, não tem nenhuma condição de ser senador da República.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: