Novas denúncias complicam Odebrecht e OAS

A delação do diretor do metrô de São Paulo, Sérgio Corrêa Brasil, afirmando ter recebido propina da Odebrecht, OAS, Queiroz Galvão, Andrade Gutierrez e Camargo Corrêa para as obras do metrô de São Paulo, além de complicar José Serra, Geraldo Alckmin e outros tucanos, dá um tiro nas delações da Odebrecht e OAS, que não elencaram esse novo complexo de corrupção. Isto pode levar a que os executivos das duas empresas sejam chamados novamente e presos. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: