Lacerda soube responder à França

Logo após 64, o presidente Castelo Branco solicitou a Carlos Lacerda que fizesse um tour pela Europa para explicar o movimento de 64. Quando a virgindade era um tabu entre franceses, o general De Gaulle, então presidente da França, mandou o jornal Le Monde cutucar Lacerda. Logo após o desembarque em Paris o repórter francês, se referindo a 64, perguntou ao então governador do Rio de Janeiro: “Governador, é verdade que no Brasil as revoluções são feitas sem sangue?” Lacerda respondeu de bate pronto: “É exatamente como o casamento dos franceses”. O repórter nada disse e não publicou.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: