Sem imunidade e sem o pai ele é preso

A prisão dele foi ontem no Rio de Janeiro acusado de roubar milhões em tudo que é obra. É considerado um dos maiores colecionadores de obras de arte do Brasil. Tem uma coleção dos mais caros vinhos do mundo e circulava em Paris ao lado do seu amigo, o advogado Kakay, em festas homéricas. É provável que demore de sair da cadeia a não ser que se impetre um habeas corpus e chegue nas mãos de Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli, Alexandre de Moraes e Marco Aurélio. Viva a Lava Jato.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: