Fiscalização desigual e criminosa

A ANBIMA, associação criada e mantida pelos grandes bancos brasileiros, tem infernizado a vida dos pequenos e médios gestores de fundos de investimentos. Coincidência ou não, os principais alvos da fiscalização da entidade tem sido fundos de gestoras independentes e que concorrem com grandes bancos. Segundo apurado pelo blog, estas gestoras estão sendo obrigadas a gastarem milhões de reais em advogados e outros consultores para evitarem seu fechamento. Para gestores ouvidos pelo blog, que trabalharam em grandes e migraram para pequenas e médias gestoras, a ANBIMA aplica tratamento diferenciado para os grandes, especialmente Bradesco e Itaú, de onde vêm quase a totalidade de sua diretoria e seus quadros técnicos. Coincidência ou não, para a ANBIMA, operações como a Zelotes e Greenfield, por exemplo, que revelaram grandes esquemas em fundos administrados pelos grandes “nunca existiram” para sua área de fiscalização. Será porquê?

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: