Omissão criminosa

Clientes do supermercado Pão de Açúcar, do grupo francês Casino, localizado na Gabriel Monteiro da Silva foram recebidos no último domingo com picadas de abelhas em seu estacionamento. Apesar das roupas e equipamentos usados pela equipe de remoção das colmeias indicarem os riscos para os seres humanos, a administração do supermercado ignorou os riscos aos clientes e manteve o estacionamento aberto. Para agravar a situação, não havia nenhum sinal de alerta aos clientes sobre a realização do serviço de retirada das abelhas e os riscos de ataques. Mesmo após as primeiras vítimas de ataques das abelhas advertirem sobre o que estava ocorrendo, tanto o Pão de Açúcar, quanto a empresa Shalom, que administra o estacionamento, se negaram a fechar o estacionamento. Em menos de uma hora, vários clientes foram surpreendidos e picados, entre eles uma criança de seis anos de idade, que levou várias picadas e foi levada pelos pais para o hospital Albert Einstein. A mãe, que é alérgica à picada de abelhas, lamentou o risco a que ela e seu filho foram expostos pelo Pão de Açúcar. No seu caso, a visita ao supermercado poderia ter sido fatal. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: