SUS de rico

O pronto atendimento dos hospitais da rede Albert Einstein em São Paulo tem deixado tanto a desejar que já se assemelha ao de hospitais do SUS. A constatação é de pacientes da rede ouvidos pelo blog, que relataram diversos problemas de gestão no ícone da medicina brasileira. Além da demora no atendimento, muitas vezes acentuada por frequentes quedas de sistemas e por uma burocracia fenomenal, as pequenas salas de espera das unidades já não comportam tantos pacientes. Com isso, pacientes adultos e crianças e seus familiares são amontoados e obrigados a aguardar no mesmo espaço contaminado por pelos menos três horas para um simples atendimento. No Einstein de hoje, a única coisa não cai são os preços cobrados pelo serviços, mesmo que de qualidade duvidosa.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: