As redes sociais e o povo nas ruas fazem Toffoli recuar

Ontem, no Congresso Nacional, o assunto era o recuo do presidente do STF, ministro Dias Toffoli, que queria usar dados secretos de 600 mil brasileiros que estavam em posse do antigo COAF. Hoje, Dias Toffoli vai ser julgado pelos seus próprios companheiros, já que foi ele que suspendeu, no último mês de julho, o acesso do Ministério Público Federal e da Polícia Federal às contas de criminosos do colarinho branco. Ontem, aliás, o procurador-geral da República, Augusto Aras, pediu que o senador Flávio Bolsonaro seja investigado. Toffoli perde credibilidade e respeitabilidade junto a políticos, juristas e à população brasileira.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: