Marcação cerrada

Quando o visitante entra no gabinete do Secretário da Saúde da Bahia , o cardiologista Fábio Vilas-Boas, depara-se com um vídeo-wall imenso na parede, com listas de centenas de nomes e gráficos coloridos, subindo e descendo em alterações constantes na tela. O gestor, ligado em tecnologias da informação, monitora minuto a minuto o funcionamento da rede hospitalar pública em todo o estado. Vilas-Boas, que em breve inaugura um prédio para instalar a Central de Comando e Controle da Saúde pra funcionar integralmente, não quer nem ouvir falar de boletins médicos feitos à mão e enviados pelos antigos fax das repartições baianas.
O lance do gestor é acessar informações online, do próprio celular.
É tipo assim: um VAR ambulante.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: