Na mosca: a Globo agoniza

Há alguns meses, este blog vem antecipando que a briga da Globo com o governo levou a emissora dos três irmãos, Roberto Irineu, João Roberto e José Roberto Marinho, ao chão. Não deu outra. A Globo está atrás de investidores em Boston, Londres, Los Angeles e Nova York. Ela quer o empréstimo de um bilhão e meio de reais para quitar dívidas até abril de 2022. O Latim Finance noticia que a emissora consultou três bancos para emissão dos títulos com vencimentos em dez anos e pagamento anual de cinco por cento de juros. Perdendo audiência e faturamento por falta de credibilidade, a Globo vem sofrendo sucessivos reveses. Ela não mais transmitirá os jogos do Flamengo no campeonato carioca. O Rubro-Negro pede 100 milhões e a Globo oferece 15 milhões como faz com Vasco, Fluminense e Botafogo. Ela está com dificuldades para transmitir os desfiles das escolas de samba do Rio, que é o espetáculo do carnaval do Brasil mais aguardado em todo o mundo. Também na Fórmula 1 ela pode ficar de fora, já que os donos do circuito querem transferir de São Paulo para Brasília o Grande Prêmio do Brasil. O grupo Globo paga um preço muito alto, já que não tem mais patrocínio como Petrobras, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e outras estatais.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: