O tempo fechou na votação da PEC baiana

Ovos, invasão de plenário, ameaças de agressão, empurra-empurra, Batalhão de Choque, e até arma em punho e apontada para os parlamentares que discutiam a matéria, na noite de sexta-feira na Assembleia Legislativa da Bahia. O projeto acabou sendo aprovado, em outro recinto – a sala da Comissão de Constituição e Justiça. Do sério entrevero, capitaneado pelos exaltados policiais civis armados e outros segmentos do funcionalismo público estadual, restaram duas certezas. Todas as PECs estaduais e municipais sobre a matéria previdenciária serão aprovadas pelas casas legislativas em todo o Brasil, doa a quem doer, porque o rombo e o descompasso entre contribuições ativas e benefícios de aposentadoria já não permitem outras manobras de economia. E, em segundo lugar: as classes funcionais, e o povo em geral, estão partindo pra cima dos governantes questionando leis e ações que não as agrada.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: