A volta do Econômico

Controladores de instituições financeiras perseguidas na era FHC estão prestes a ter bilhões de reais liberados pelos interventores após mais de duas décadas. O maior beneficiado da medida é o ex-banqueiro baiano Ângelo Calmon de Sá de 85 anos. Em um cenário de terra arrasada por causa da pandemia, a única certeza é que os bilhões de Ângelo valerão muito mais. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: