Exemplos que devem ser seguidos

O atacante Messi do Barcelona doou, ontem, um milhão de euros para hospitais da Espanha e da Argentina, isto é, 500 mil para Espanha e 500 mil para Argentina. Pep Guardiola, extraordinário técnico de futebol, doou um milhão de euros para os hospitais de Barcelona. Cristiano Ronaldo, que já havia colocado à disposição sua rede de hotéis na ilha de Madeira transformando-os em hospitais, voltou a doar dinheiro aos hospitais de Lisboa e do Porto ontem. A rede de televisão portuguesa aliada à Federação Portuguesa de Futebol iniciou uma campanha de socorro aos hospitais de Portugal e está arrecadando milhões. Isto demonstra que em países civilizados, e com craques de futebol exuberantes, médicos, enfermeiros e hospitais têm ajuda substancial. Enquanto isso no Brasil, discussões estéreis e ninguém ouve falar que ninguém e nenhuma rede de televisão, nenhum jogador de futebol, nenhum cantor ou cantora faz doação ou campanha para ajudar os hospitais e médicos brasileiros. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: