PF chega perto dos filhos do presidente

Ontem, cumprindo uma determinação do ministro do STF, Alexandre de Moraes, a Polícia Federal foi atrás de alguns dos autores das fake news que são atribuídas aos “militantes” do presidente Jair Bolsonaro. Aliás, no dia da saída do ministro da Justiça, Sérgio Moro, o presidente da República ligou para ele às seis horas da manhã afirmando que a Polícia Federal estava investigando doze deputados bolsonaristas e por isso queria mudar a direção do órgão. Alguns foram apanhados ontem. Destaque para o deputado federal Príncipe Orléans e Bragança, que já foi filmado numa participação de orgias gays e acusado de ter agredido um mendigo na rua, segundo denúncia da revista Veja. Também a deputada federal Carla Zambelli se complicou. Ela que antecipou a ação da Polícia Federal contra o governador Wilson Witzel do Rio vai ter que se explicar. Outro fato importante é que o presidente Jair Bolsonaro tem antecipado ações da Polícia Federal contra os governadores de vários estados. Ocorre que ele não sabe, ou se sabe finge que não, que a Polícia Federal cada dia chega perto dos seus três filhos. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: