Governo ioiô

A maior cidade do interior da Bahia – Feira de Santana – é um grande exemplo de consequências de uma gestão vacilante frente ao combate da pandemia. Preocupado com perdas e ganhos nas próximas urnas de outubro, o prefeito Colbert Martins, do MDB, ouve a tudo e a todos, e embaralha ações num contínuo processo claudicante de administração vai-e-vem. Resultado: depois de abrir e fechar comércio atabalhoadamente, realizar e desfazer ações, e se batendo em conflito constante com a gestão estadual da saúde, perdeu completamente as rédeas do que é melhor fazer para parar o crescimento da contaminação de sua gente. O município com a maior taxa de infecção por coronavírus na Bahia está em sinal vermelho. Se não ocorrer, o isolamento total vai explodir, afirmam, convictos, autoridades estaduais.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: