Moro rebate e afirma “Bolsonaro desejava uma rebelião armada”

O ex-ministro foi claro: “Sobre políticas de flexibilização de posse e porte de armas, não se pode pretender, como desejava o presidente, que sejam utilizadas para promover espécie de rebelião armada”. No Congresso Nacional, ontem, o fato repercutiu e vários políticos afirmaram que entre os dois, em termos de serviços prestados ao Brasil, a biografia de Moro tem muito mais prestígio e substância. Bolsonaro, afinal, ao longo de 28 anos de mandato, não teve qualquer projeto que levasse a sua marca e ao sair do exército não teve nenhuma honraria.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: