Pessoinhas do Brasil

O prefeito-médico Joaquim Neto, de Alagoinhas, na Bahia, logo no início da pandemia reduziu em 20% o seu salário na prefeitura. Mas, um mês depois, nomeou a mulher como secretária de comunicação com salário de R$12.500. Chacota geral na Bahia! Agora, o casal anuncia separação conjugal, após oito anos de casamento, mas a ex-esposa continuará empregada no cargo. Planos espertos e estratégias conjugais.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: