A ciência acima de tudo

Todos os olhos do mundo acompanham, contritos, a corrida pela descoberta da vacina salvadora. Seis experimentos internacionais correm na frente: as empresas americanas Johnson&Johnson, Moderna e Pfizer; a chinesa CanSino, a francesa Sanofi; e a inglesa Astra Zeneca/Oxford que desenvolvem, em estágios diferentes, suas etapas de testes. É somente uma questão de tempo pra termos a milagrosa vacina. Agora, o mais complicado será a carga quantitativa de produção e a logística de distribuição. Um exemplo, o laboratório inglês Oxford, que se encontra mais adiantado na quarta etapa de testes, já avisou que só poderá fabricar, no máximo, um bilhão de doses em 2021. No mundo, todos os 7 bilhões e 700 milhões de habitantes estarão ansiosos esperando na fila. Quem conseguirá receber primeiro e quem há de “furar a fila”?

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: