Juízes na penúria financeira?

Vivendo a 5ª fase da Operação Faroeste da Polícia Federal, com denúncias de sucessivas vendas de sentenças e prisões de desembargadores e ex-membros da direção da Corte do Tribunal de Justiça da Bahia, entra o órgão jurídico, de novo, nas manchetes dos jornais. Agora, indiferente aos dramas financeiros de todos e a escalada de demissões para milhões de brasileiros, o TJ Bahia vai antecipar o pagamento das verbas de abono pecuniário e adicional relativas às férias do 1º e 2º período de 2021 para seus juízes. A presidência da corte justifica assim a benesse trabalhista para os seus: “Salvaguardar o direito dos magistrados, bem como por estar sensível à situação de diminuição de renda familiar de alguns magistrados nesse momento de crise”. O abono começa a ser pago aos juízes ainda nesse mês de junho em que se comemora os Santos Antônio, João e Pedro.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: