A Bahia volta à Operação Lava Jato

Zuleido Veras, que se notabilizou quando no começo da sua empreiteira Gautama dominou o nordeste do Brasil, ontem voltou aos noticiários quando a Polícia Federal desfechou a chamada Operação Fiat Lux na Eletronuclear. O Ministério de Minas e Energia sempre foi dominado pelo MDB do ex-presidente José Sarney. Ele colocou Silas Rondeau, seu afilhado, alvo, aliás, principal da operação de ontem. Mais tarde, Edson Lobão que deitou e rolou neste ambiente. Zuleido Veras, afilhado do presidente Sarney, manteve uma relação com toda a família, inclusive com um dos filhos do ex-presidente, Fernando Sarney. Zuleido chegou a ser preso com um dos filhos, foi levado para Brasília e mais tarde solto. Atuou sempre em Alagoas, Sergipe, Pernambuco e principalmente no Maranhão. Na operação de ontem, outros personagens foram detidos, mas é importante frisar que Zuleido terminou com a Gautama, criou outra empresa e hoje dá as cartas em Alagoas, onde tem como grande amigo o senador Renan Calheiros. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: