Primeira delação na Operação Faroeste. Outras virão

O advogado Júlio César Cavalcanti fechou acordo de delação premiada, incriminando diversas autoridades dos mais variados órgãos que estariam envolvidas no esquema de grilagem de terras no oeste da Bahia, e venda de sentenças no Tribunal de Justiça daquele estado. Já devolveu R$ 2.257.473,61, em dinheiro, aos cofres públicos e mais quatro veículos de sua propriedade. O acordo, com provas divididas em 25 anexos, já foi homologado pelo Conselho Nacional de Justiça. Júlio César é o primeiro implicado a “roer a corda”. A partir de agora, o caso vai feder muito mais na Corte baiana.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: