“CA-LA-DA”, diria Nazareno (de Chico Anysio)

O governador paulista João Dória, considerado um atento estrategista político, cauteloso e cuidadoso com o que fala e como age publicamente, deve ter tido uma demorada DR (Discussão da Relação) nesse fim de semana com a esposa Bia Dória. Os comentários da cônjuge-socialite recomendando negar marmitas para moradores de rua, pois, segundo ela, “A rua hoje é um atrativo e a pessoa gosta de viver nas ruas” é um tiro no pé para o marido que sonha 24 horas em ser o presidente do país com uma população cada vez mais pobre.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: