Repulsa total

A decisão solitária do juiz João Noronha, escorada em uma única mesa de plantão no STJ,  está revoltando seus pares de toga no Supremo Tribunal de Justiça, e também a opinião pública, preocupada há muito com os golpes da covid. A insólita sentença vem causando repulsa, inclusive, nos demais integrantes do STJ, que acusam o juiz de “usar a jurisdição para conseguir uma das vagas no Supremo Tribunal Federal (STF)” que será da escolha do presidente Bolsonaro. Outros juristas, também contrários à decisão, alegam que vai abrir um precedente enorme nos tribunais, pelo entendimento de que seja permitido que uma foragida da Justiça volte para a sua casa e lá permaneça, sem comparecer frente à polícia, muito menos passar uma noite sequer na prisão. Vale o ditado popular “cabeça de juiz e bunda de neném, ninguém sabe o que vem”.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: