O feitiço de corrupção II

Aliás, depois de descobrir que o guloso governador Sérgio Cabral invadira os cofres estaduais, amealhando mais de R$400 milhões, mas sendo preso e condenado a cerca de 280 anos de cadeia, a população fluminense acabou acreditando que os malfeitos históricos tinham terminado. SQN! Anteontem, o ex-secretário estadual da saúde, Edmar Santos, denunciado e flagrado guardando R$8,5 milhões em casa, confessou o crime e prometeu entregar um conjunto de provas que revelariam a participação do atual governador Wilson Witzel no esquema criminoso que já mandou para a cadeia a cúpula da saúde no estado. Esse antigo “moto-perpétuo” de corrupção na gestão pública fluminense deve ser efeito de algum feitiço dos índios tupinambás que estaria enterrado bem fundo aos pés do Corcovado.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: