Não é comigo não II

Em outro importante município da Bahia – Vitória da Conquista -, terra do cineasta Glauber Rocha, o prefeito Herzem Gusmão, do grupo político emedebista de Geddel Vieira Lima, também anda às turras com o governo do seu estado desde o início da pandemia. Radialista de sucesso, atento à ameaça da perda de votos e fãs, tenta conciliar abertura e fechamento de lojas com a maré da covid-19. Está quase se afogando nos números locais crescentes da pandemia, que já registrou aumento de quase 300% de casos positivos do novo coronavírus. Herzem, considerado um Bolsonarista de coração, continua achando que a taxa de ocupação de leitos não é provocada pelo comércio estar aberto. Insinua, agora, que o governo estadual está manipulando a ocupação de leitos de covid na sua cidade.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: