Sem opção

Com a nova etapa da operação “Fundo Fake” da Polícia Federal, restaram ainda menos prestadores de serviços fiduciários para fundos de investimentos no Brasil. Com a crescente suspensão de prestadores tradicionais e com o baixo interesse dos grandes bancos em assumir os altos riscos da atividade, o Banco Central terá que agir logo para evitar o colapso de um setor estratégico para país. Uma das saídas apontadas por especialistas do segmento seria o Bacen autorizar gestores de fundos a prestarem serviços de administração e custódia.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: