Penso o que falo, falo o que penso

O general Hamilton Mourão continua com as suas convicções, divulgando opiniões próprias doa a quem doer, e não deverá seguir o presidente Jair Bolsonaro em uma possível reeleição no ano de 2022. Fala o que pensa, o vice-presidente, sem medo de cara feia “Eu sou um crítico do instituto da reeleição (…) Vejo que os nossos gestores são eleitos já pensando na eleição seguinte (…) Seria melhor se tivéssemos mandatos de cinco anos e depois dava um interregno. Isso favoreceria a alternância no poder”. Resta ao presidente Jair Bolsonaro, que só pensa na sua reeleição, em caso de perder a calma, brigar com as emas do Palácio da Alvorada.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: