Eureka!

O staff político do presidente já descobriu a melhor fórmula eleitoral para 2022. Estender o auxílio emergencial até meados do ano que vem – custe o que custar – e programar mensalmente duas viagens nacionais de Bolsonaro. Com o “corona voucher” continuando a entrar na conta dos brasileiros desassistidos, os braços do povo, do Oiapoque ao Chuí, estarão abertos para o bondoso capitão-presidente. Quase um “cumpanheiro das antigas”.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: