Toma que o filho é teu

A trágica marca de 100 mil mortes da Covid no Brasil está sendo usada, e potencializada politicamente, pelos dois lados da guerra entre a TV Globo e o governo federal. A poderosa emissora carregou seu principal noticiário, no sábado, relacionando os óbitos com o negacionismo permanente à Covid, por parte do governo Bolsonaro; por sua vez, o presidente joga pra cima da emissora a responsabilidade como consequência de um posicionamento editorial extremado de seus telejornais, criando um clima de medo e pavor nacional, via TV. Para alguns analistas, essa dinâmica de acusações continuará sem muitas alterações. Ou seja, caminhamos rapidamente para a ocorrência de 200 mil mortes, com fustigadas dos dois lados, e a vida vai continuando. Ninguém arredará o pé… Isso até o surgimento, e o desembarque, da vacina milagrosa por aqui.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: