O STJ vem aí

Sem conseguir a tranquilidade do bom sono noturno, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, confessou que espera que o Superior Tribunal de Justiça decida pelo seu afastamento do cargo a qualquer hora. A medida, solicitada pela Procuradoria-Geral da República tem caráter cautelar, visando evitar interferência nas investigações, como destruição de provas e coação de testemunhas. Desde que o ex-secretário da saúde, Edmar Santos, já preso, envolveu Witzel de modo direto em práticas criminosas nas contratações durante a pandemia, a panela esquentou de vez na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Até o fechamento deste blog, Witzel ainda se mantinha no Palácio Laranjeiras.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: