Mapa da mina

Em uma observação mais detida na relação de bens devolvidos pelo mega-doleiro Dario Messer nota-se a quantidade de propriedades e investimentos em solo paraguaio. Assim, merece destaque três aspectos acerca do acordo de delação e o modus operandi histórico de Messer: primeiro, fica a dúvida da extensão da parceria firmada pelo doleiro com autoridades do Paraguai até passado recente. Teria sido incluída a possibilidade de um revés, como ocorreu agora, de prisão de Dario? Assim, dá para especular que o forte investimento do doleiro em solo paraguaio, e com apoios de algumas autoridades locais, alimentasse a presunção de direitos paraguaios nos bens que a justiça brasileira reclama? Alguém, ou alguns, vão continuar no lucro se parte do patrimônio a ser devolvido ficar pelo país vizinho, que sempre reconheceu Messer como parceiro e investidor?

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: