Mapa da mina II

Segundo, é de se estranhar que uma estrutura complexa de contatos com centenas de clientes e evasões monumentais de dinheiro, como o mega-doleiro operou por dezenas de anos, não tenha nenhum tipo de provas sobre contatos pessoais, sendo que muitos desses clientes seriam bem úteis no futuro, caso situações adversas ocorressem envolvendo o criminoso. Por exemplo, os advogados de defesa da família Marinho – grupo de comunicação mais poderoso do país – rechaçou, facilmente, a acusação de Dario Messer, pois não apresentou qualquer prova sobre a sua denúncia de repetidas visitas de “dólar-delivery” na sede da emissora no RJ. Com a informação surpreendente de que Messer não tem provas de suas operações pretéritas, centenas de outros poderosos clientes poderão dormir tranquilos. A mensagem foi dada?

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: