Judas Iscariotes

“Não esperávamos que houvesse a quebra do acordo que foi feito com todos os governadores quando das negociações para os repasses aos estados e municípios. Todos os governadores se comprometeram em manter o veto.”, foi o que disse ao site O Antagonista o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra, depois da derrubada do veto que impôs derrota ao PR Jair Bolsonaro e ao seu ministro balança-mais-não-cai Paulo Guedes. Três fontes de inquestionável confiança, dos bastidores do Congresso Nacional, asseguram que a manobra foi jogo armado por Bezerra para capitalizar Rodrigo Maia e deixar Bolsonaro na unha do Presidente da Câmara, que aprecia hoje o mesmo veto. “Mais uma vez o Executivo terá de se humilhar para Rodrigo e esse é o jogo do líder do governo no Senado”, afirmou um senador ouvido. Se o veto for mantido, diferente do que ocorreu na Casa Alta, a traição se confirma.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: